COMUNICADO CCIPD | 12-03-2024

Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada – Associação Empresarial das Ilhas de S. Miguel e Santa Maria cria comissão especializada da fileira do leite.

A Direção da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD) – Associação Empresarial das Ilhas de S. Miguel e Santa Maria reuniu, no dia 11 de março de 2024, com os seus associados que integram a fileira do leite, incluindo a produção de alimentos compostos para animais, o comércio de produtos e equipamentos, a transformação do leite e a comercialização de laticínios, com o objetivo de analisar os problemas atuais de todas as atividades associadas.

Da reunião surgiu consenso relativamente aos problemas mais prementes desta fileira de produção nos Açores, nomeadamente:

  1. Trata-se de uma fileira fundamental na economia dos Açores pelo peso que tem na geração de riqueza, na geração de empregos diretos e indiretos, no contributo que tem para a fixação de pessoas em todas as localidades e no contributo que dá para as exportações e para a substituição de importações;
  2. A fileira do leite tem impactos muito significativos em muitas outras atividades como o turismo, o comércio e os transportes, por exemplo;
  3. Não tem havido uma estratégia integrada e integradora para o setor que permita que cada parte participante, lavoura, indústria e comércio tome decisões conjuntamente coerentes para a melhoria da competitividade das atividades da fileira;
  4. A informação relevante para toda a fileira, como preços de produtos finais, custos de matérias primas e custos de serviços fundamentais para o seu funcionamento, é dispersa e não consensualizada para a tomada de decisões mais transparentes para todas as partes;
  5. Não há uma instituição consolidada e eficaz que monitorize a competitividade de toda a fileira desta atividade fundamental para a economia, para a sociedade e para a demografia dos Açores;
  6. Sendo o sector da maior importância para os Açores, não existe um sistema atualizado e completo de medição dos seus impactos, como uma conta satélite, à semelhança do que acontece com o turismo e o mar que já dispõem de instrumentos de medição desta natureza;
  7. Toda a fileira será chamada, no futuro, a adaptar-se aos novos paradigmas da sustentabilidade ambiental, criando mais um desafio de competitividade que importa trabalhar de forma antecipada.

Em face do diagnóstico feito ao setor, na atualidade, foi decidido criar-se, no âmbito da CCIPD, uma Comissão Especializada da Fileira do Leite que passará a reunir regularmente e a acompanhar o estado desta fileira, em articulação com as partes não representadas como é o caso da lavoura, dos transportes e de outras áreas que contribuem para completar as partes interessadas na fileira.

Com a criação desta comissão pretende-se contribuir para a definição de uma estratégia comum e integradora de todos os operadores da cadeia de valor e que seja considerada pelo governo regional aquando da definição das políticas públicas, que são necessárias para a consolidar como uma fileira competitiva e capaz de gerar, de forma económica, social e ambientalmente sustentável, empregos e rendimentos em todos os seus elos.

Ponta Delgada, 12 de março de 2024